sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Como Cultivar Alface-de-Cordeiro (Conónigos)

ALFACE-CORDEIRO (Conónigos)


Nome Popular: Alface-de-Cordeiro (ou Conónigos)
Nome Científico: Valerianella locusta

Descrição: É uma Hortaliça Folhosa em que a parte comestível são as folhas. A Alface-de-Cordeiro é uma planta herbácea, anual que atingi 10 a 20 cm de altura. É uma planta que muitas vezes é considerada invasora.

Cresce em forma de pequena roseta e as suas folhas são oblongas, macias, suculentas e com um sabor suave. Trata-se de uma planta precoce, muito produtiva e fácil de cultivar. 

As Alfaces-de-Cordeiro são rústicas e possuem boa resistência a pragas e doenças.
SEMEAR
Semear consiste em lançar as sementes de Alface-de-Cordeiro na terra para germinarem.

Época da Sementeira: 
 • A Alface-de-Cordeiro é uma cultura de Inverno e que se adapta também as estações mas amenas como a Primavera e o Outono;

Local da Sementeira:
 • Local Provisório
 • Local Definitivo (Vasos, Floreiras, Hortas, etc...), elas necessitam apenas de 10 cm de profundidade.

Tipo de Sementeira:
 • Em Lanço
 • Em Linha
 • Em Individual

Espaçamento entre as Sementes:
 • Espaçamento entre Linhas (L): 10 a 15 cm;
 • Espaçamento entre as Sementes da Alface-de-Cordeiro (L): 5 a 15 cm;
 • Profundidade: 0,5 a 1 cm;

Tipo de Solo:
  Adaptam-se a qualquer tipo de solo, mas preferem solos enriquecidos com matéria orgânica, soltos e ligeiramente húmidos;

Instruções da Sementeira:
 • O ideal é semear num local definitivo e a Sementeira pode ser realizada preferencialmente em lanço ou em linha.

 • Semear em Lanço, consiste em distribuir as sementes uniformemente sobre o solo e cobrir com terra. É o modo mais prático de cultivar esta hortaliça folhosa devido ao seu pequeno desenvolvimento e crescimento;


 • Semear em Linha, consiste em fazer linhas e distribuir as sementes uniformemente sobre as linhas. Ou seja, procede-se da seguinte maneira:
   1. Preparar a terra com um ancinho para que esta fique fofa;
   2. Fazer linhas sobre o solo respeitando o espaçamento entre linhas (L);
   3. Distribuir uniformemente sobre a linha as sementes;
   4. Cobrir com uma camada fina de terra, cerca de 0,5 a 1 cm, e pressionar ligeiramente o solo;
   5. Por fim, após o procedimento anterior vaporizar moderadamente com água;

Tratamentos após a Sementeira:
 • É uma cultura que não requer grandes tratamentos após a sementeira, isto se for cultivada durante as estações de ano indicadas anteriormente;

 • Desbaste: Após a germinação de todas as sementes é necessário realizar o espaçamento correto entre os conónigos;

Temperatura:
  A Alface-de-Cordeiro prefere temperaturas amenas ou frescas, as temperaturas ótimas para este cultivar situam-se entre os 10 a 20 Cº;

  As temperaturas quentes e secas são desfavoráveis para o seu desenvolvimento (provocam florescência) e um sabor mais amargo;

  Toleram temperaturas baixas pois melhora o sabor das folhas e apresentam mais frescura. Embora possuam uma moderada resistência ao frio isso já não se sucede em relação às geadas;

Exposição Solar:
 • Requer boa luminosidade solar se forem cultivadas durante o Outono e Inverno;
 • Sombra parcial se forem cultivadas nas estações mais quentes;

Germinação:
 • De 7 a 15 dias;

Ciclo de Vida:
  Anual;

PLANTAR
 Plantar consiste em colocar a planta de Alface-de-Cordeiro na terra para que se possa desenvolver e vigorar.

Plantação ( ou Transplantação):
  Ocorre do local provisório para o local definitivo, quando a Alface-de-Cordeiro apresentar 4 a 6 folhas verdadeiras e uma altura de aproximadamente 5 cm;

Espaçamento da colocação da planta:
 • Comprimento: 10 cm;
 • Largura: 10 cm;
 • Profundidade do Local Definitivo: Superior a 10 cm;

Instruções da Plantação ( ou Transplantação):
  O transplante deve ocorrer em dias frescos e húmidos.

 • Molhar bem o local provisório (copo) com água, antes do transplante para que as raízes fiquei mais soltas;

 • Mudar para o local definitivo do seguinte modo:
   1- No local definitivo abrir uma cova para colocar o torrão com as raízes intactas;
   2- Cobrir com um pouco de terra e pressionar o solo ligeiramente;
   3- Por fim, regar a planta com água;

Tratamentos durante o Desenvolvimento:
 • Regar: As alfaces-de cordeiro preferem o solo húmido e fresco. Por isso, caso as estações não sejam propicias a precipitações, devem ser regadas de modo o solo permanecer húmido mas sem que o solo permaneça encharcado.;

 • Mondar: Retirar as plantas invasoras que estejam a concorrer pelos mesmos recursos e nutrientes. E algumas folhas que envelhecerem precocemente;


COLHER
Colher consiste em realizar a colheita, ao retirar da Alface-de-Cordeiro as suas folhas.

Colheita:
 • A colheita ocorre 6 a 10 semanas após a sementeira por completo, retirando a alface inteiramente do solo. Se tiver cultivado ao lanço irá estimular o desenvolvimento. Ou, por completo, cortar a planta rente ao solo com uma faca ou tesoura;

Instruções da Colheita:
 • As plantas devem apresentar pelo menos 6 a 8 folhas verdadeiras, 5 a 10 cm de altura no mínimo;

• A melhor forma de colher a alface cordeiro é por inteiro e as que se apresentarem mais desenvolvidas. Porque são uma hortaliça de tamanho pequeno e são ideais para consumir inteiras. 

O solo deve estar húmido para com os dedos retirar as uma a uma. Regar antes da colheita se for necessário.


Experiência Pessoal
Alface-de-Cordeiro (Conónigos)

Desenvolvimento da Alface-de-Cordeiro ou Canónigos (Semana-a-Semana)

Desenvolvimento da Alface-de-Cordeiro ou Canónigos (Semana-a-Semana)

Neste espaço irei falar da minha experiência pessoal no mundo mágico da horticultura, pois é um orgulho enorme poder desfrutar da minha horta, dos meus saberes e da grande felicidade que sinto ao tratar das hortaliças.

Através deste espaço irei proceder ao acompanhamento semanal do desenvolvimento da Alface-de-Cordeiro também conhecida como os canónigosindicando as minhas observações e tratamentos que vou fazendo ao longo do seu desenvolvimento. Seguindo as instruções de Como Cultivar a Alface-de-Cordeiro (Canónigos). 

domingo, 5 de novembro de 2017

Marmelada

Marmelada

Estes dias de chuva alternados com dias ensolarados e noites frias assinalam definitivamente o Outono. É altura ideal para colher os frutos típicos desta estação e os escolhidos para esta receita foram os marmelos.

Mais uma colheita realizada em Trás-os-Montes e que serviu para confecionar uma simples e deliciosa marmelada. Embora seja um fruto versátil e que pode ser usado em diversas opções culinárias em Trás-os-Montes é tradicionalmente confecionado em marmelada.

Receita da Colheita: MARMELOS
Colheita:
 • Nesta receita foram utilizados marmelos colhidos em Trás-os-Montes.  Os marmelos são frutos típicos do Outono, amarelos e com uma espécie de veludo que envolve toda a casca.
Colheita de Marmelos em Trás-os-Montes
Colheita de Marmelos em Trás-os-Montes

Ingredientes:
 • 1 kg de Marmelos
 • 750 ml de Açúcar
 • 0,5 dl de Moscatel
 • 1 pau de Canela

Procedimentos:
1. Lavar os marmelos e cortar em pedaços com casca, mas sem caroços e sementes;
2. Num tacho em lume brando colocar os pedaços de marmelos, açúcar, moscatel e o pau de canela. Deixar cozer lentamente;
3. Quando estiver cozido, retirar o pau de canela e reduzir tudo em puré com a varinha mágica;
4. Levar o tacho novamente ao lume até apurar;
5. Colocar a marmelada em recipientes de vidro ou plástico com tampa, previamente fervidos em água;
6. Deixar arrefecer e está pronta a servir ou reservar em recipientes;

Marmelada
Marmelada

Outra sugestão de Outono:
 • Doce de Castanha
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...