sábado, 31 de dezembro de 2016

Colheitas de Hortaliças do Ano de 2016

Hortaliças

HORTAS
   É com muita felicidade e orgulho que apresento as colheitas realizadas durante o ano de 2016, num
apartamento (terraço e cozinha). Estas colheitas foram realizadas nas seguintes hortas:
  Duas Floreiras Móveis no Terraço
  Horta Vertical na Cozinha
  Vasos

sábado, 17 de dezembro de 2016

Couves Nabiças salteadas com Chouriça e Broa de Milho

Couve Nabiça salteada com Chouriça e Broa de Milho

A receita de Couves Nabiças salteadas com Chouriça e Broa de Milho é um excelente acompanhamento repleto de sabores mas principalmente de lembranças transmontanas.

Como Colher a Couve Nabiça

Colheita da Couve Nabiça
A melhor forma de colher a Couve Nabiça é parcialmente. Pois, deste modo, permite que a Couve Nabiça continue a vigorar.

Geralmente, a 1ª Colheita ocorre entre a 10ª a 16ª semana após a sementeira, dependendo das condições de cultivo.
Como colher a Couve Nabiça
Colheita Parcial da Couve Nabiça

Desenvolvimento da Couve Nabiça (Semana-a-Semana)

Neste espaço irei falar da minha experiência pessoal no mundo mágico da horticultura, pois é um orgulho enorme poder desfrutar da minha horta, dos meus saberes e da grande felicidade que sinto ao tratar das hortaliças.

Através deste espaço irei proceder ao acompanhamento do desenvolvimento da Couve Nabiça semana-a-semana, indicando as minhas observações e tratamentos que vou fazendo. Seguindo as instruções de Como Cultivar a Couve Nabiça.

Como Cultivar COUVE NABIÇA

COUVE NABIÇA

Nome Popular: Couve Nabiças
Nome Científico: Brasica napus

Descrição: É uma Hortaliça Folhosa em que a parte comestível são as folhas e os grelos. As couves nabiças também são denominadas de Colza.

Esta variedade caracteriza-se por produzir folhas tenras de cor verde média a escuro e os grelos. As folhas da Couve Nabiça são dispostas em roseta.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Sopa de Rabanetes

Sopa de Rabanetes
Uma deliciosa receita, a Sopa de Rabanetes, devido ao Rabanete que apresenta um sabor suave e ligeiramente picante. Sendo enriquecida ainda mais com o sabor característico das suas folhas verdes e bastante nutritivas.

domingo, 11 de dezembro de 2016

Rotação de Culturas

Rotação de Culturas

A Rotação de Culturas é a técnica de cultivar diferentes tipos hortaliças alternadamente na mesma horta. Onde cada tipo de espécie deixa um efeito positivo no solo para receber a cultura seguinte.

Família Botânica das Hortaliças

As hortaliças são agrupadas em famílias botânicas devido a sua enorme variação. A classificação da Família Botânica das Hortaliças é feita de acordo com características comuns que permitam um conhecimento sistemático entre elas.

Abaixo vai-se referir cada uma dessas famílias e as respectivas hortaliças que as compõe:

FAMÍLIA BOTÂNICA DAS HORTALIÇAS
FAMÍLIA BOTÂNICA HORTALIÇAS
Quenopodiáceas
BeterrabaEspinafre, Acelgas
Umbelíferas
Cenoura, Aipo, Funcho, Salsa
Solenáceas
BerinjelaPimento/PimentãoTomate, Batata
Cucurbitáceas
     Abóbora, Melão, Melancia, Pepino, Curgete  
Rosáceas
Morango
Liliáceas / Aliáceas
Cebola, Alho, Alho-FrancêsCebolinho(a)  
Crucíferas / Brassicáceas  
 Rabanete, Rabano, Nabo, Nabiças, Couves, Agrião, Rúcula  
Compostas
Alface, Chicória
Leguminosas / Fabáceas
Feijão, Ervilha, Fava, Lentilha, Grão-de-Bico
Lamiáceas
Tomilho, Alecrim, Alfazema, Hortelã, Salvia, Manjericão 

Outra forma de classificar as hortaliças é segundo a parte comestível, como é possível analisar em Classificação das Hortaliças.


O conhecimento das famílias botânicas nas hortaliças é importante para definir melhor a Rotação de Culturas na Horta, visto que, as hortaliças da mesma família tende a sofrer das mesmas pragas e doenças.

Fonte:
 • Olericultura. in: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2014. Disponível em : <https://pt.wikipedia.org/wiki/Olericultura>. Acesso em: 11 de Dezembro de 2016

sábado, 3 de dezembro de 2016

Como fazer o Desbaste das Plantas

O Desbaste visa retirar as plantas excedentes num determinado espaço.
Como fazer o Desbaste das Plantas
Normalmente, durante a Sementeira coloca-se duas ou três sementes no espaço que corresponde a uma semente.
A colocação de sementes em excesso, deve-se ao facto de:
 • evitar alguns problemas que possam ocorrem na germinação de algumas sementes;
 • e, de algumas sementes germinarem com sucesso, mas as vezes, algumas originam plantas fracas e menos desenvolvidas.

domingo, 27 de novembro de 2016

Omelete com Berinjela e Farinheira


A Omelete com Berinjela e Farinheira é uma receita inspirada na omelete japonesa. É muito fácil reinventar receitas com ingredientes simples e tradicionais.

A omelete foi adaptada com o sabor tradicional da farinheira e enriquecida com a colheita de Berinjela.
O arroz vem contemplar a culinária japonesa dando assim um toque especial a esta omelete.

sábado, 19 de novembro de 2016

Salada de Couve Branca com Rabanetes em Conserva


A Salada de Couve Branca com Rabanetes em Conserva é um pouco diferente e bastante deliciosa.
Pois os rabanetes em conserva proporcionam a esta salada um sabor agridoce que combina perfeitamente com a frescura da Couve Branca e da Cebola. Por sua vez o cebolinho vem dar um sabor especial a está salada.

Conserva de Rabanetes


É uma maneira muito prática de conservar os rabanetes que adquirem um sabor agridoce bastante delicioso.
Deste modo, os rabanetes estão prontos para serem usados a qualquer momento em saladas, aperitivos ou em qualquer tipo de ementa.

Como Cultivar RABANETE CHERRY BELLE

RABANETE CHERRY BELLE


Nome Popular: Rabanete
Variedade: Cherry Belle

Nome Científico: Raphanus Sativus

Descrição: É uma hortaliça cuja a parte comestível é a parte subterrânea, ou seja, a raiz.
Esta variedade de rabanete caracteriza-se pelo formato esférico, cor vermelhado vivo na parte exterior e no interior da polpa é branco. As suas folhas atinge apenas 10 a 15 cm de altura.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Como manter a Salsa Fresca


A Salsa é a erva aromática mais popular na gastronomia mundial, pois apresenta um aroma divinal e um sabor especial para aplicar em diversas receitas. E, principalmente se for utilizada fresca pois a seu aroma e sabor são mais intensos.
Para a Salsa manter a frescura inicial da colheita é necessário mantê-la hidratada.

domingo, 13 de novembro de 2016

Colheita de Nabiças em Trás-os-Montes


Em Trás-os-Montes estão as minhas origens e a minha sabedoria em relação a Horticultura. É com muito orgulho que apresento a colheita de Nabiças cultivadas pelos meus pais. Sempre que os visito tenho o privilégio de ver, cuidar e colher diversas hortaliças consoante a época do ano.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Colheita das Castanhas em Trás-os-Montes


Os Castanheiros são os nobres reis de Trás-os-Montes durante o Outono, a tonalidade cobre dos ouriços e o verde amarelado das folhas, conferem as paisagens transmontanas soutos uma das mais belas paisagens transmontanas.

Entrecosto com Batatas e Castanhas no Forno

Este é um prato muito rico de sabores e uma excelente receita para celebrar o São Martinho. As castanhas é um alimento muito versátil que se pode aplicar em diversas receitas e adapta-se muito bem com a carne de porco. A Salva foi a erva aromática escolhida para aromatizar a carne, combina perfeitamente e até intensifica ainda mais os sabores.

Tarte de Castanha


 Para aproveitar a época da castanha e celebrar o São Martinho de maneira diferente, aqui fica uma sugestão de Tarte de Castanha muito fofa e deliciosa.
Esta Tarte de Castanha é muito simples e rápida de confeccionar depois de previamente ter confeccionado o Doce de Castanha. Pois gasta pouquíssimos ingredientes para dar origem a esta maravilha Tarte de Castanha.

Receita da Colheita: CASTANHAS

Pastel de Castanha


 Para celebrar o São Martinho de maneira diferente, aqui fica uma sugestão de pastéis de castanha fofos e deliciosos. Adoro fazer pequenos pastéis, pois ficam sempre bem.

Através do Doce de Castanha previamente confecionado bastou pouquíssimos ingredientes para dar origem a este maravilho Pastel de Castanha.

Receita da Colheita: Castanhas

Doce de Castanha


   Eu considero este doce um dos melhores, é bastante delicioso e cremoso. A receita deste doce é muito fácil e rápido de realizar. Depois de ter cozido as castanhas previamente bastou converte-las neste maravilhoso doce que pode ser usado para barrar pão, tostas, bolachas e até para utilizar em sobremesas;

Castanhas Cozidas


As castanhas cozidas é uma maneira muito simples de preparar este alimento de luxo. A erva doce confere as castanhas um sabor diferente e melhor.

Castanhas Assadas no Forno


As castanhas assadas no forno é uma solução para quem não quer sujar os dedos e não tem a possibilidade de assar as castanhas nas brasas e nos assadores tradicionais. Assim, deste modo é possível fazer um Magusto. As castanhas assadas no forno também ficam boas e ai se ficam!

Batatas Redondas Assadas


 No meu ponto de vista é uma das melhores maneiras de confeccionar batatas no forno. Com está receita as batatas ficam douradas e com um sabor muito delicioso. O azeite aromatizado com o alho e a salsa faz as batatas absorver todos estes aromas e sabores.

sábado, 5 de novembro de 2016

Colheita de Salsa em Trás-os-Montes

VIDA FELIZ: da Horta

 Em Trás-os-Montes estão as minhas origens e a minha sabedoria em relação a Horticultura, passada de geração em geração. É com muito orgulho que apresento as Hortaliças cultivadas pelos meus pais, nomeadamente a Salsa.

sábado, 29 de outubro de 2016

Espaçamento entre Sementes e Plantas


 O espaçamento é muitíssimo importante em duas fases: na colocação das sementes e no desenvolvimento das plantas.
Inicialmente, na colocação das sementes, necessita de menor espaço mas durante o desenvolvimento das plantas necessita de um espaço maior.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Mini-pizzas de Berinjela


 Para aproveitar as últimas colheitas de Outono, aqui fica uma receita muito simples e rápida de confeccionar. Com o destaque principal para a berinjela que vai servir de base para as min-pizzas e para o tomate rama que combina perfeitamente com o orégão fresco.

sábado, 22 de outubro de 2016

Como Controlar Pragas: LAGARTA

 Neste artigo é possível conhecer melhor esta praga (Lagarta), identificar os sintomas e prejuízos causados e principalmente explorar alguns dos tratamentos possíveis para controlar esta praga biologicamente.

LAGARTA

Nome Popular: Lagarta

Descrição: A Lagarta é o primeiro estágio larval dos insectos da ordem Lepidoptera, onde inclui as borboletas (mariposas) e moscas.

Têm aspecto de vermes, apresentando um corpo cilíndrico segmentado e com os rudimentos (três pares de patas no inicio do corpo e pseudo-patas que variam no final).

As lagartas possuem um aparelho bucal mastigador, sendo uma praga que se alimenta vorazmente de folhas, perfura frutos ou simplesmente mina as folhas;

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Nabiças Salteadas com Azeite e Alho

   Com a chegada do Outono e dos dias frescos, as Nabiças Salteadas são um excelente acompanhamento tanto para Peixe como para Carne. É um acompanhamento típico das terras frias, nomeadamente de Trás-os-Montes, vem substituir um pouco as saladas de Verão.

sábado, 15 de outubro de 2016

Salada de Agrião com Maça e Dióspiro

 A Salada de Agrião com Maça e Dióspiro é inspirada no Outono, com praticamente todos os ingredientes da época. O Agrião-da-Terra tem um sabor especial ligeiramente azedo e picante combinam perfeitamente com a Maça e o Dióspiro. São duas frutas de excelência e presenteadas nesta estação do ano, o Outono.

Como Cultivar AGRIÃO-DA-TERRA

AGRIÃO-DA-TERRA



Nome Popular: Agrião-da-Terra

Descrição: É uma Hortaliça Folhosa em que a parte comestível são as suas folhas. É uma pequena planta que durante o seu período comestível atinge no máximo 15 cm de altura, mas poderá atingir 60 cm de altura no período de florescência. As sua folhas são verdes médio a escuras e dispostas em roseta. 

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Sopa com folhas de Rabanetes


 Uma sopa muito simples e fácil de cozinhar. Com um sabor delicioso, bastante leve e rica em nutrientes. As folhas de Rabanete são bastante suculentas e a sua cor verde-escuro revela bem o seu poder nutricional. Juntando aos restantes ingredientes proporciona uma refeição bastante leve.

sábado, 8 de outubro de 2016

Como Cultivar NABIÇAS

NABIÇAS

Nome Popular: Nabiças (Especial 40 dias)

Descrição: É uma Hortaliça Folhosa em que a parte comestível principal são as suas folhas. Embora possa ser consumida a sua inflorescência. As Nabiças possui uma raiz rija, de forma diversificada e de cor branca e ligeiramente roxo. As sua folhas são verdes médio a escuras, rugosas, pubescentes, e dispostas em roseta.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Bolo de Chocolate com Beterraba

   O Bolo de Chocolate é um bolo bastante delicioso por natureza e ganha um toque especial da beterraba. A beterraba combina perfeitamente com o chocolate e é um ingrediente muito especial para receitas doces devido ao seu sabor e a sua cor esplendorosa.

domingo, 2 de outubro de 2016

Salada de Tomate com folhas de Rabanetes

   Esta salada é muito simples mas rica em sabores e nutrientes. As folhas de Rabanetes são bastante suculentas e a sua cor verde-escuro revela bem o seu poder nutricional. Confere a esta salada o requinte e combina perfeitamente com a frescura da Tomate e da Cebola.

sábado, 1 de outubro de 2016

O que fazer na Horta no OUTONO

   A Horta no Outono ganha outro sentido e novos cuidados. No principio da estação começa-se a recolher as últimas colheitas, das culturas de Verão. A limpeza na horta durante os princípios do Outono é essencial, retirando algumas espécies da horta que não suportem os dias frios que se aproximam. Dando lugar a novas culturas que melhor se adaptem aos períodos de frio entre o Outono/Inverno.

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Sementeira

DEFINIÇÃO
Sementeira- é o ato ou efeito de semear, ou seja, de lançar a semente a terra previamente preparada para esse propósito, para que estas germinem e se desenvolvam em plantas. Também se pode considerar o tempo em se semeia.
Sementeira

LOCAL
O local para realizar a sementeira é muito importante e pode-se concretizar em dois locais distintos:
Local Provisório (Alfobre): é o espaço onde as sementes são colocadas para germinar e se desenvolverem em plantas (mudas) até atingir as condições necessárias para serem transplantadas para outro local (preferencialmente para o local definitivo). Ideal para iniciar a germinação numa altura em que não estejam reunidas as condições ambientais favoráveis (tempo, temperatura, luminosidade,etc...) no local definitivo;
Exemplos: Kit de Sementeira, Copos, Vasos, Caixas de Ovos, etc...
Kit de Sementeira

Local Definitivo (Sementeira Direta): é o espaço onde as sementes são colocadas para germinarem e se desenvolver em plantas efetivamente até ao seu desviver. Ideal para plantas sensíveis a transplantação.
Exemplos: Vasos, Floreiras, Hortas (Mini-Horta Móvel), etc...
Horta

TIPOS DE SEMENTEIRAS
A sementeira pode realizar-se de três formas, que são as seguintes:
1. Semear em Lanço: consiste em lançar com uma mão cheia de sementes para a terra e distribui-las uniformemente pelo espaço existente. Ideal para grandes hortas e para plantas de pequeno porte menos exigentes com o espaçamento.
Exemplo: Nabiças
Semear em Lanço
2. Semear em Linha: consiste em fazer linhas separadas entre si por um espaçamento recomendado e distribuir as sementes uniformemente sobre a linha. Ideal para pequenas hortas e para plantas mais exigentes com o espaçamento;
Semear em Linha

3. Semear em Individual: consiste em colocar 3 sementes num espaço individual (copo, vaso, casca de ovo, etc...) com terra para que as três sementes germinem mas apenas uma plante vigore nesse espaço individual.
Semear em Individual

Fontes:
 • Experiência Pessoal
 • Sementeira in Dicionário da Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico. Porto: Porto Editora, 2003-2016

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Leite Creme e Farófias regadas com Calda de Beterraba


   Este Leite Creme é muito especial devido a Beterraba. A Beterraba confere um sabor delicioso e uma cor maravilhosa a esta sobremesa. Difere um pouco do leite creme tradicional mas torna-se num leite creme especial devido as farófias aromatizadas com beterraba e canela. Mas principalmente a calda viscosa e doce de beterraba.

sábado, 24 de setembro de 2016

Como Congelar Tomate em Sacos de Cubos de Gelo











Esta solução é ideal para quando ocorrer picos de extrema produção de tomate e não souber o que fazer a tanto tomate.



No meu ponto de vista, pois sou uma grande apreciadora de tomate e principalmente da variedade Tomate Coração de Boi, a maior alegria que tenho da horta é obter tomates maduros e ricos de sabor durante o Verão.
No entanto, entristece-me um pouco não poder ter este privilégio ao longo do ano.
Mas, para colmatar este pesar, surgiu está simples solução: Congelar o Tomate em Sacos de Cubos de Gelo.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Bolo de Cenoura e Nozes


   O Bolo de Cenoura e Nozes é um bolo bastante rústico e aqui tem uma forma muito simples e apetitosa de confeccionar está deliciosa receita.
   As cenouras raladas com as nozes picadas proporciona a este bolo uma textura diferente que vai ser enriquecido com o sabor da canela. É um bolo simples, rico de memórias de Trás-os-Montes e com um cheirinho a Outono que está quase a chegar.

sábado, 17 de setembro de 2016

Colheitas de Hortaliças em Trás-os-Montes

   Aproveitando um belo fim-de-semana de Setembro para regressar as origens trasmontanas, serviu para realizar algumas colheitas nas hortas dos meus pais. É um privilégio muito grande poder usufruir diretamente destas hortaliças orgânicas e cuidadas com muito carinho e dedicação. Passados dois meses do Especial Férias: Hortas e Hortaliças em Trás-os-Montes aqui está algumas das colheitas que consegui realizar durante este fim-de-semana, 10 e 11 de Setembro de 2016.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Panna Cotta com Doce de Amoras Silvestres

Panna Cotta com Doce de Amoras Silvestres

Esta sobremesa no meu ponto de vista é a melhor que existe, pois é a minha preferida. O doce de amoras silvestres combina perfeitamente, pois dá um sabor ainda mais delicioso a esta sobremesa e apresenta uma cor esplendorosa.

Esta panna cotta foi aromatizada com casca de limão, embora a tradicional costuma ser aromatizada com uma vagem de baunilha. E também foi acrescentado leite para reduzir um pouco o valor calórico.
Na cobertura utiliza-se o doce de amoras silvestres mas também pode ser diluído com um pouco de água para desacentuar a quantidade de açúcar.

Receita da Colheita: AMORAS SILVESTRES
Colheita:
 • A colheita de Amoras Silvestres foi realizada em Trás-os-Montes num maravilhoso fim-de-semana de Setembro. Relembrando os tempos de criança em que se perdia as tardes de Verão a colher este tipo de amoras ou a come-las diretamente das silvas (amoreira-silvestre). As amoras silvestres são o fruto de arbustos (amoreira silvestre) que vulgarmente são chamadas de silvas (em Trás-os-Montes).
Colheita de Amoras Silvestres

Ingredientes
Ingredientes da Panna Cotta:
 • 400 ml de Natas frescas [Creme de Leite (br)]
 • 100 ml de Leite
 • 8 colheres de Açúcar
 • Casca de Limão
 • 4 Folhas de Gelatina
 • Água q.b.

Ingredientes da Cobertura:
 • 3 colheres de sopa de Doce de Amoras Silvestres
 • 100 ml de Água
 • Amoras Silvestres q.b.
 • Folhas de Limoeiro (opcional)

Nota: Pode optar por qualquer tipo de doce a seu gosto.



Preparação
Procedimentos da Panna Cotta:
1. Levar um tacho ao lume com as natas, o leite, açúcar e a casca de limão;

2Demolhar as folhas de gelatina em água por 2 minutos;

3. Quando o açúcar estiver dissolvido retirar a casca de limão e adicionar as folhas de gelatina previamente espremidas. Mexer bem e não deixar levantar fervura;

4. Colocar o liquido da panna cotta em formas individuais. Levar ao frigorifico no mínimo 6 a 8 horas;

5. Na hora de servir, desenformar as formas de panna cotta, colocando as formar em água quente durante alguns segundos.

Procedimentos para a Cobertura:
1. Misturar o doce de amoras silvestres com a água numa tigela e levar ao microondas por breves segundos;
Doce de Amoras Silvestres

2. Envolver muito bem e deixar arrefecer a mistura anterior;

3. Decorar a panna cotta a gosto.

3.1- Neste caso, fez-se um ziguezague no prato com o doce de amoras silvestres e colocou-se 2 copos de panna cotta. Cobriu-se a panna cotta novamente com o doce de amora silvestres e colocou-se amoras silvestres e as folhas de limoeiro para decorar;

4. Está pronto a servir;
Panna Cotta com Doce de Amoras Silvestres

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...